Tomás Marques (sax alto)

Samuel Gapp (piano)

Nelson Cascais (contrabaixo)

Diogo Alexandre (bateria)

Criado com o intuito de participar na edição de 2019 do Prémio Jovens Músicos RTP, desafio do qual saiu vencedor, o Tomás Marques Quarteto dedica-se desde então a composições originais do seu líder, com uma sonoridade caracteristicamente contemporânea e permeável, como o jazz sempre foi, a um vasto de leque influências estilísticas.

No pianista alemão Samuel Gapp, no contrabaixista Rodrigo Correia e no baterista Diogo Alexandre, Tomás Marques juntou os parceiros ideais para levar longe esta aventura que se manteve no tempo e que, não obstante o contexto tão restritivo para a cultura e para a música imposto pela pandemia que vivemos, não parou de crescer.

Os Prémios Jazz 2020 do site JazzLogical elegeram o baterista Diogo Alexandre como Músico Nacional Revelação, com o próprio Tomás Marques em segundo lugar, com mais do dobro dos votos em relação ao terceiro classificado. Já em 2018, no entanto, Tomás Marques havia sido eleito por aquele mesmo site como Músico Nacional Revelação.

Com o contrabaixista Rodrigo Correia substituído pelo renomado “veterano” Nelson Cascais, Tomás Marques apresenta-se no Funchal Summer Jazz no dia 9 de julho, 6ª-feira, pelas 21:30, no Parque de Santa Catarina (junto à capela), num concerto bem ilustrativo de que o futuro do jazz se encontra em boas mãos.

Menu